Download!Download Point responsive WP Theme for FREE!

Tabaco evita queda ainda maior nas exportações do RS

Porto Alegre/RS – Com crescimento de 40,6% nas exportações no primeiro trimestre deste ano em relação a igual período de 2014, o setor do tabaco foi decisivo para evitar queda ainda maior nos embarques do Rio Grande do Sul. O dado é da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), que divulgou ontem o balanço dos três primeiros meses do ano. Em março a exportação de tabaco cresceu 94,9% em relação ao mesmo mês do ano passado.

As exportações do Estado encerraram o trimestre com uma queda de 5,2% ante o mesmo período do ano passado, totalizando US$ 3,1 bilhões. Este resultado foi puxado pelas vendas externas da indústria gaúcha, que registraram recuo de 8,6% (somando US$ 2,65 bilhões). Trata-se do menor patamar desde 2010, quando o setor embarcou US$ 2,61 bilhões.

De um total de 24 segmentos, apenas quatro tiveram crescimento, enquanto 19 caíram e um ficou estável. Os principais valores negativos vieram de coque e derivados de petróleo (-92,2%), químicos (-23,8%), máquinas e equipamentos (-17,5%) e couro e calçados (-10,1%). Já os destaques positivos foram de tabaco (40,6%) e veículos automotores, reboques e carrocerias (25,4%). As vendas externas de commodities aumentaram 28,0% nos três primeiros meses do ano, influenciadas pela exportação atípica de trigo no período. Os envios de milho e soja desaceleraram, respectivamente, 65,7% e 10,6%.

De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), os embarques gerais de tabaco realizados entre janeiro e março deste ano no Rio Grande do Sul chegam a US$ 302,5 milhões, sendo US$ 205,6 milhões do tipo Virgínia (32,3 mil toneladas). O produto aparece em terceiro no ranking geral, atrás apenas de soja (US$ 239,4 milhões) e trigo (US$ 209,8 milhões).

Diante do bom desempenho do setor, empresas que beneficiam e exportam no Rio Grande do Sul o tabaco sul-brasileiro aparecem com destaque no ranking do Mdic. Das 40 que mais embarcaram no primeiro trimestre do ano, seis são do setor do tabaco. A Universal Leaf Tabacos ocupa a quinta posição no ranking estadual, com o equivalente a US$ 97,8 milhões embarcados.

Igor Müller, com informações da Assessoria de Comunicação da Fiergs
igor@editoragazeta.com.br
Share

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *