Programa recolhe embalagens na região Centro-Norte de Santa Catarina

Santa Cruz do Sul/RS – Começou na última segunda-feira e vai até o próximo dia 27 o roteiro pela região Centro-Norte de Santa Catarina do Programa de Recolhimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos. Desenvolvido pelo Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SintiTabaco), Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra) e empresas do setor, o programa completa 15 anos em 2015 servindo de modelo a outros segmentos do agronegócio brasileiro.

O roteiro começou pelos municípios de Porto União e Irineópolis e até o fim do mês passará por outros 14. Clique aqui e confira a programação detalhada.

Desde o ano 2000 – antes mesmo de existir a lei que determina a devolução dos recipientes – a cadeia produtiva do tabaco tem se preocupado com o descarte das embalagens de agrotóxicos que são utilizadas na lavoura do produtor. Atualmente são 563 municípios e 2,3 mil pontos de coleta, beneficiando mais de 130 mil produtores gaúchos e catarinenses.

No Paraná, iniciativas semelhantes realizadas pelas centrais locais são apoiadas pelas empresas associadas ao SindiTabaco. Aos produtores que aderem ao programa são fornecidos recibos, fundamentais para apresentação aos órgãos de fiscalização ambiental.

“Até o momento foram mais de 11,2 milhões de embalagens tríplices lavadas recolhidas e encaminhadas para reciclagem. Mas é importante ressaltar que pesquisas oficiais apontam o tabaco brasileiro como o produto comercial agrícola que menos utiliza agrotóxico. Por serem agricultores diversificados, os produtores de tabaco têm também a oportunidade de entregar as embalagens de produtos que foram utilizadas em outras culturas”, destaca Iro Schünke, presidente do SindiTabaco.

Produtores ganham recibo ao entregarem as embalagens (foto: divulgação)

Produtores ganham recibo ao entregarem as embalagens (foto: divulgação)

Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *