Por Dentro da Safra: hora de planejar o novo plantio

Por Giovane Luiz Weber, produtor de tabaco

Olá, pessoal! Tudo bem? Hoje vou tratar de um assunto atualíssimo: é hora de encaminhar o plantio da nova safra de tabaco. Ao menos nas áreas de planície, a chamada região baixa, claro, porque as áreas mais altas, da serra, seguem outro ritmo, em que o plantio ocorre em época mais tardia. Mas nas localidades da região mais baixa tenho reparado no aspecto da aveia, cultura muito empregada como adubação de cobertura na entressafra. O calor que fez nos últimos dias por um lado é ruim, porque as árvores frutíferas e outras plantas de inverno precisam de frio. Mas por outro lado tem sido muito bom para começarmos a dessecar a aveia. Com esse calor, a planta seca fácil. Fosse frio, não seria assim.

A aveia precisa ser dessecada agora
Em nossa propriedade, aliás, ainda temos milho verde na lavoura, porque não fez frio e assim as plantas seguem verdes, servindo de pasto para os animais. Estamos nos preparando a fim de, nos próximos dias, iniciar o plantio de tabaco. Por isso, começamos a dessecar a aveia. A área da foto acima é nossa, e foi dessecada ontem. É preciso fazer isso 30 dias antes de as mudas de tabaco serem plantadas, para que a aveia esteja seca, acamada por cima do camalhão. Se na propriedade temos a aveia como principal adubação verde de cobertura, nosso vizinho Clóvis Bartz tem grande área de milheto, como aparece na foto abaixo. Nesse caso, diferente da aveia, que é planta de frio, o milheto é planta de calor. Clóvis semeou ele em janeiro e agora o milheto vai morrendo por conta, por causa do frio; só precisa ser dessecado se realmente for necessário.

Primeiro canteiro já vai ser transplantado
Temos um canteiro em que as mudas já foram podadas pela primeira vez. Nessa semana vamos fazer a segunda poda, e no fim de junho, mais tardar no começo de julho, quando vierem os dias mais agradáveis, faremos o transplante desse primeiro canteiro. Os demais vão ser transplantados no fim de julho ou no começo de agosto.

E ainda temos tabaco seco em casa
E nessa semana vamos finalizar o tabaco seco, até sábado, para ser comercializado na semana que vem. Assim se encerra a safra 2018/19, enquanto já pensamos no novo plantio. Na região, os produtores agora estão repicando as mudas, isto é, plantando mudinhas em células das bandejas nas quais a semente não nasceu. É um trabalho minucioso, delicado, mas que é necessário quando a muda não vem parelha. É isso. Um grande abraço e até a próxima.

Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *