Vovós e bisavós levam sabedoria para a escola em Rio Pardo

Matéria: Carmem Ziebell, Jornal Gazeta do Sul 

Rio Pardo/RS – Os estudantes da Escola Municipal de Ensino Fundamental Olavo Bilac, de Passo da Areia, interior de Rio Pardo, tiveram um dia de aprendizado diferente nessa terça-feira, 15, Dia Internacional da Família, por meio de oficinas ministradas por avós e bisavós de alguns deles. O estabelecimento de ensino aderiu ao Dia da Ação Conjunta, iniciativa do Projeto Verde é Vida, da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), que promove atividades nas escolas e municípios parceiros para envolver as comunidades na reflexão e busca de soluções para problemas comuns.

A escola organizou uma série de oficinas para desenvolver o tema deste ano – Família: educação, convivência e sucessão. A professora Cátia Mello, que organizou a atividade, afirma que a maioria dos alunos é da zona rural. “Pensamos em oficinas para um aprendizado que eles possam utilizar no cotidiano do meio rural, para perpetuar conhecimentos que, com o tempo, estão se perdendo.”

Nos cursos foram abordados temas como brinquedos antigos, plantas medicinais e o relógio dos chás, benzeduras e simpatias, artesanato em tear de prego, identificação de árvores nativas e manuseio de arado e carreta de tração animal. Na primeira oficina, por exemplo, Alzira Silva Pereira, de 63 anos, avó do aluno João Sérgio, mostrou a estudantes do 3º ano bonecas feitas de sabugo de milho e de pano, e ioiô de taquara. Algumas alunas levaram sabugo e palha de milho para aprender a fazer as bonecas. Alzira contou que, quando criança, ela é que montava seus brinquedos a partir do ensinamento dos pais.

A oficina de artesanato em tear de prego e de tricô em tear de garfo foi ministrada por Rosalina da Silveira, 55 anos, avó do aluno Murilo, do Pré B, e da estudante Emanuely, do 3º ano. Rosalina gostou muito de ensinar. “A gente tem que passar esses conhecimentos para os jovens, para que não se percam”, observou. As participantes se mostraram bem interessadas. Aline Bastos, 14 anos, do 9º ano, gostou do tear de garfo. Comentou que é difícil de trabalhar no início, mas, insistindo, “logo se pega prática”. Com esse tear, dá para fazer várias peças de tricô. O de prego é mais indicado para almofadas e conjuntos para banheiro, segundo Rosalina. Todos os 254 alunos participaram da programação.

Tema é comum a todas as escolas parceiras

O Dia da Ação Conjunta teve início em 10 de agosto de 2007. Seu primeiro tema foi Economize água, faça a sua parte. Desde então, um novo assunto é trabalhado a cada ano. Conforme o coordenador pedagógico do Projeto Verde é Vida, José Leon Macedo Fernandes, este ano optou-se por Família: educação, convivência e sucessão – o termo “sucessão” com o sentido de dar continuidade ao legado dos mais antigos, sua história e o que costumam fazer em sua rotina. “A proposta da ação conjunta foi ter um tema comum para todas as escolas parceiras do Verde é Vida desenvolverem com suas comunidades”, ressaltou.

O Projeto Verde é Vida disponibiliza todo o material didático e pedagógico para as escolas. O conteúdo é entregue aos colégios em março e abril, e eles têm liberdade para realizar as atividades na data e local que considerarem mais adequados. “A gente tem o Dia da Ação Conjunta, que este ano foi 15 de maio, como sugestão para ser uma data onde todas as escolas estarão simultaneamente fazendo uma ação. Mas a escola tem liberdade de desenvolver quando e onde considerar necessário”, salientou Fernandes.

O Dia da Ação Conjunta surgiu a partir da constatação dos coordenadores, nos anos de trabalho do Verde é Vida, de que as comunidades, apesar de estarem em estados e regiões diferentes, apresentam problemas em comum. Conforme Fernandes, nas 13  regiões de atuação do Verde é Vida no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, ocorrem trabalhos relacionados ao tema ao longo do ano.

Oficinas

Manhã

  • 3º ano – Brinquedos antigos
  • 4º ano – Cultivo de mandioca: manejo, guarda, plantio e colheita
  • 5º ano – Plantas medicinais e o relógio dos chás
  • 7º ano – Benzeduras e simpatias
  • 9º ano – Artesanato em tear de pregos (meninas)
  • 9º ano – Manuseio de arado e carreta de tração animal (meninos, saída de campo)
  • Grupo Ambiental – Bolsa de sementes: identificação de árvores nativas e a utilidade da madeira para fins rurais (saída de campo e oficina)

Tarde

  • Pré A – Artesanato da vovó – tapete de tirinhas
  • Pré B – Receita de família
  • 1º ano – Plantio e colheita da batata-doce (saída de campo e oficina)
  •   ano – A utilidade do leite numa propriedade rural
  • 6º ano – Observando as fases da lua para o plantio de diferentes culturas
  •   ano – Qual a melhor madeira para um cabo de enxada e como se prepara e coloca um cabo
  • 8º Ano – Como fazer pequenos consertos de costura – pregar botões, fazer bainha
  • 8º Ano – Manuseio do ferro para confecção de ferraduras
Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *