Tabaco para realizar planos

Por: Romar Beling, gestor de Conteúdo Multimídia, e Lula Helfer, fotógrafo

Uma combinação de empenho, criatividade e força de vontade permite que uma família da localidade de Serra Azul, a 10 quilômetros da sede do município de Pouso Redondo, de 17 mil habitantes, situado nas imediações de Rio do Sul, em Santa Catarina, obtenha sucesso no agronegócio. E ela tem no tabaco um dos pilares de sua renda, ainda que a propriedade seja muito diversificada, explorando atividades como pecuária leiteira e cultivo de soja e de milho. Mas é em especial a capacidade de inovar e adotar tecnologias simples e eficientes que proporciona ao clã Alexandre os bons resultados e a qualidade de vida, como pôde conferir ontem pela manhã a equipe da expedição Os Caminhos do Tabaco 2020.

Quem está no centro desse trabalho exemplar em qualquer realidade de agricultura familiar é o casal Lindomar Alexandre, 49 anos, e Seli Maria Tavares Alexandre, 47, que administram a propriedade herdada por ele de seus pais, Juventino, 83, instalado em uma casa próxima da sua, e Anita, já falecida. Seu Lindomar e dona Seli são pais de Leonardo, 27; Cátia, 25; e Daiana, 20. Esta já é casada com Djonatan Rech, que reside com a família, por ora na mesma casa dos pais dela, e está plenamente integrado ao ritmo de vida e de execução das tarefas na propriedade. O irmão de Daiana, Leonardo, também mora no mesmo pátio, mas em casa própria, enquanto sua namorada trabalha na cidade. O mesmo faz a irmã, Cátia, formada em Engenharia da Produção e que atua como auxiliar administrativa em empresa na sede do município.

Enquanto os pais cuidam especialmente da exploração da atividade leiteira, com 45 cabeças de gado, das quais 21 vacas em lactação, Leonardo e o cunhado Djonatan, ao lado de Daiana, apostam no cultivo de tabaco. Na safra 2019/20, plantaram 133,5 mil pés, como refere Daiana, primando pela exatidão no total de mudas levadas à lavoura. O que permite aos três cuidar da colheita de tal volume de plantas é uma invenção assinada pelo irmão Leonardo, que tem na habilidade de engenharia e de mecânica um de seus dons.

Trata-se de uma máquina de colher tabaco exclusiva construída pela família sob a sua orientação, no que gastaram cerca de R$ 20 mil na aquisição dos elementos necessários. “Eu havia ido à Expoagro Afubra, em Rio Pardo, em 2016, e ali conheci uma máquina de colher tabaco”, frisa Leonardo. Tal equipamento logo chamou sua atenção, e se sentiu instigado a empregar seus conhecimentos na área de mecânica. De volta a Santa Catarina, foi conferir outros três modelos, e dos quatro juntos tirou inspiração e recursos para criar um de sua própria autoria.

A máquina permite que três pessoas, sentadas em bancos ou cadeiras, com bastante conforto, inclusive com direito a ventilador individual e ouvindo música, colham as folhas na medida em que o equipamento, munido de pneus e guiado por comandos por um deles, percorre as linhas das plantas.

Controlador
A produção é levada às unidades de cura, no total de quatro, duas de grampos e duas de folhas soltas, para a secagem. E nesse processo outra novidade se mostra valiosa: um controlador inteligente de cura, da marca Scorpion, fabricado em Taió (SC), empresa da qual Leonardo se tornou assistente técnico em sua região. Esse controlador permite potencializar o tempo, a energia e a lenha, ao regular de forma automática as etapas de amarelamento e de secagem das folhas. “ Ganhamos um dia na conclusão da cura de cada estufada, o que é formidável, e a qualidade do tabaco é totalmente preservada”, comenta.

Com tais recursos, a família tem no tabaco a base econômica para todos os investimentos em curso, como a aquisição de mais áreas de terra, a construção de confortáveis benfeitorias, a manutenção de um pátio amplo, aprazível e arborizado e, claro, em qualidade de vida. Eles ainda têm açudes para a criação de peixes, cultivam alimentos de subsistência e plantam 39 hectares de soja, cerca de 32 deles arrendados. A propriedade hoje tem cerca de 37,5 hectares, e pode ser considerada um exemplo de união e de condução em perfil familiar.

Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *