Tabaco duplica receita das exportações em março

Santa Cruz do Sul/RS – O tabaco está entre os principais produtos exportados pelo Brasil no mês de março, segundo relatório divulgado esta semana pela Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Secex/Mdic). Na balança comercial do Rio Grande do Sul, o produto representou 9,20% da receita com exportações, atrás apenas dos complexos carnes (11,10%) e soja (9,58%), com avanço sobre o desempenho do mesmo período em 2014.

O Estado embarcou 31,8 mil toneladas de folha, manufaturados, cigarros e subprodutos do tabaco em março de 2015, o que gerou receita de US$ 115,3 milhões. Em dólares, o crescimento foi de 97% sobre os US$ 58,5 milhões faturados em março de 2014. No terceiro mês de 2015 as empresas brasileiras exportaram para 47 países das Américas, Europa, África e Ásia. No trimestre a receita em embarques aumentou sobre 2014.

Por outro lado, o tabaco e seus sucedâneos manufaturados representaram o 27º produto mais importado pelo Rio Grande do Sul em março, totalizando US$ 3,6 milhões em investimentos e o volume de 905 toneladas. O valor equivale a apenas 0,35% das aquisições gaúchas no exterior nos 30 dias.

Antônio da Luz, economista-chefe da Federação da Agricultura e Pecuária do Rio Grande do Sul (Farsul), destaca que o agronegócio puxou o crescimento das exportações gaúchas após sucessivas quedas. Considera que esse pode ser um indicativo de que o patamar alcançado pelo dólar, acima de R$ 3,00, pode ser um dos fatores de maior competitividade e impulsão às vendas externas, mas considera que é preciso ver os desdobramentos da política cambial e medidas econômicas do governo brasileiro para uma análise mais criteriosa do cenário dos produtos gaúchos no mercado externo.

De qualquer maneira, o Rio Grande do Sul tem razões para comemorar o embarque de produtos com uma receita de US$ 1,25 bilhão. O volume ficou 8% acima do registrado no mesmo período do ano passado e 43% a mais em relação a fevereiro de 2015.

Tabaco produzido e beneficiado no Rio Grande do Sul é exportado para os cinco continentes (foto: banco de imagens Editora Gazeta)

Tabaco produzido e beneficiado no Rio Grande do Sul é exportado para os cinco continentes (foto: banco de imagens Editora Gazeta)

PARA ONDE VAI O TABACO GAÚCHO

África do Sul, Alemanha, Angola, Argélia, Argentina, Azerbaijão, Bangladesh, Bielorrússia, Bélgica, Bolívia, Bulgária, Canadá, Chile, China, Cingapura, Colômbia, Coreia do Sul, Costa Rica, Croácia, Cuba, Dinamarca, Egito, Emirados Árabes, Equador, Estados Unidos, Filipinas, França, Hong Kong, Hungria, Indonésia, Itália, Japão, Jordânia, Nigéria, Holanda, Paraguai, Polônia, Portugal, Reino Unido, Romênia, Rússia, Senegal, Turquia, Ucrânia, Uruguai, Uzbequistão e Vietnã.

Cleiton Santos
cleiton@editoragazeta.com.br
Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *