Souza Cruz comemora 100 anos do Sistema Integrado de Produção de Tabaco

Rio Pardo/RS – O Sistema Integrado de Produção de Tabaco (SIPT), criado em 1918 pela Souza Cruz, está completando 100 anos de história. Para comemorar esta importante data, a Souza Cruz está presente na Expoagro Afubra, que iniciou nesta terça-feira, 20, na localidade de Rincão Del Rey, em Rio Pardo, e segue até a quinta-feira, 22. O evento, considerado referência no país na agricultura familiar, conta com um estande alusivo aos 100 anos do SIPT, com atrações especialmente preparadas para receber o público visitante. O local, de 1,2 mil metros quadrados abriga uma área de lavoura, com demonstração de variedade, produtividade e sistema de fertirrigação, bem como um estande com 400 metros quadrados, com ambientes para recepção, auditório, maquete da propriedade do futuro e espaço de convivência.

A história dos 100 anos do SIPT está evidenciada em um vídeo institucional, inspirado na vida de um produtor de tabaco e no sistema de produção integrado. Com duração de 10 minutos, cada sessão de apresentação poderá ser acompanhada por 28 pessoas, em auditório climatizado, com tela de projeção em 180 graus. Outro material preparado especialmente para as comemorações é a Revista dos 100 anos do SIPT, com a linha do tempo, depoimentos de lideranças e autoridades sobre a importância da iniciativa e cases de produtores que participaram desta história secular. A publicação, de 68 páginas, foi lançada oficialmente nesta terça-feira, com a presença do presidente da Souza Cruz, Liel Miranda, e do governador do Estado do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori.

O pioneirismo da Souza Cruz na criação do Sistema Integrado de Produção de Tabaco foi reconhecido durante a solenidade de abertura da Expoagro Afubra, prestigiada por dezenas de autoridades e convidados. Em visita ao estande da Souza Cruz, o presidente da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), Benício Albano Werner, entregou ao presidente Liel Miranda, uma placa comemorativa pela passagem dos 100 anos. Atualmente, a Souza Cruz possui 27 mil produtores integrados no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

Saiba mais: Consolidado como um dos pilares do agronegócio do tabaco, o SIPT foca sua atuação na sustentabilidade do negócio, com ênfase nos aspectos econômico, social e ambiental, fortalecendo toda a cadeia produtiva, do produtor ao cliente final. Para o produtor, as vantagens são a garantia de venda da produção de tabaco conforme contratada, a assistência técnica especializada e gratuita e assistência financeira; e o transporte gratuito do tabaco até a empresa. Já para a empresa, os benefícios são o planejamento adequado do volume demandado pelo mercado, a qualidade e integridade do produto e a garantia da estabilidade de volume. E, neste contexto, o mercado (clientes) se beneficia com a segurança no fornecimento do produto, qualidade garantida e rastreabilidade da produção.

Um dos pilares da estratégia da Souza Cruz para a manutenção do SIPT é a Plataforma Produtor Rural Sustentável que integra todas as ações de Sustentabilidade da empresa voltadas ao Produtor Integrado, com foco Ambiental (contribuir positivamente nos impactos ambientais da cadeia produtiva do tabaco); Econômico (oferecer oportunidades de maximização da utilização da propriedade rural como um negócio sustentável); e Social (agir para a erradicação da mão de obra de crianças e adolescentes).

Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *