Setor do tabaco renova compromisso de proteger a Mata Atlântica

Porto Alegre/RS – O Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco) e o Ibama firmaram nesta quarta-feira Termo de Cooperação para monitorar, por mais quatro anos, parcelas de fragmentos florestais da Mata Atlântica na região produtora de tabaco. A cerimônia ocorreu na sede da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), em Porto Alegre, e foi acompanhada por representantes de empresas do setor, lideranças regionais e dirigentes da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra).

A presença do presidente do Ibama, o gaúcho Volney Zanardi Júnior, evidenciou o quanto para o próprio órgão uma iniciativa nesses moldes é significativa, podendo servir de exemplo para outros segmentos e outras regiões do País. Zanardi, em sua manifestação, reforçou que se trata de acordo inédito até mesmo em âmbito mundial, revelando o comprometimento da cadeia do tabaco com as questões ambientais e a determinação de antecipar-se no sentido de maior entendimento da realidade nessa área.

Pelo documento, SindiTabaco e Ibama darão seguimento, até 2018, a um projeto que foi implementado em 2011, com a participação da Universidade Federal de Santa Maria. Especialistas dessa instituição monitoraram por satélite áreas da Mata Atlântica, um dos principais biomas brasileiros, para acompanhar os avanços em sua regeneração ou em sua conservação, com resultados bastante promissores. Agora, as pesquisas serão concentradas em dois blocos geográficos específicos, que totalizam 2.737,65 quilômetros quadrados e abrangem território de 21 municípios.

PIONEIRISMO

O presidente do SindiTabaco, Iro Schünke, frisou que a preservação ambiental merece o máximo empenho uma vez que toda a sociedade é beneficiada, e não apenas os produtores rurais. Ele destacou o pioneirismo da cadeia do tabaco, que, em 1978, implantou um projeto de reflorestamento com espécies energéticas. A cada ano os produtores eram orientados a plantar 500 mudas de eucalipto, de maneira a, em cinco anos, conformar um hectare, o que praticamente assegurava autossuficiência em lenha para a cura do tabaco. “Não por acaso, hoje cerca de 30% da área das propriedades que produzem tabaco é ocupada com floresta, seja nativa ou com espécies para fins energéticos”, mencionou.

O presidente da Afubra, Benício Albano Werner, reforçou essa tradição do setor ao observar que a entidade igualmente mantém o Programa Verde é Vida! Este busca conscientizar os agricultores acerca da importância das florestas nas pequenas propriedades. Além de difundir orientações e de promover ações junto a escolas, a distribuição de mudas foi uma das características desse projeto. Atualmente, referiu Werner, o Verde é Vida! aposta na Sensibilização Ambiental e no Programa de Ação Socioambiental, que abrange 187 municípios dos três estados do Sul do País, chegando a 639 escolas e envolvendo mais de 178 mil pessoas.

Presidente do Ibama, Volney Zanardi Júnior, e presidente do SindiTabaco, Iro Schünke (foto: Sílvio Ávila)

Presidente do Ibama, Volney Zanardi Júnior, e presidente do SindiTabaco, Iro Schünke (foto: Sílvio Ávila)

Presidente da Afubra, Benício Werner, assina termo de compromisso (foto: Sílvio Ávila)

Presidente da Afubra, Benício Werner, assina termo de compromisso (foto: Sílvio Ávila)

Autoridades do agronegócio acompanharam evento na Fiergs (foto: Sílvio Ávila)

Autoridades do agronegócio acompanharam evento na Fiergs (foto: Sílvio Ávila)

CARTILHA

A cerimônia na Fiergs ainda serviu como oportunidade para o lançamento de uma publicação a ser distribuída entre produtores de tabaco do Sul do Brasil, bem como para circulação junto a formadores de opinião. A cartilha Manejo sustentável das propriedades rurais e o respeito ao meio ambiente traz informações e esclarecimentos sobre ecossistemas, biodiversidade, sustentabilidade e manejo sustentável. Com tiragem de 200 mil exemplares, terá distribuição gratuita, como ferramenta para esclarecer a sociedade inclusive sobre a Legislação Ambiental, com base no novo código florestal que vigora desde 2012. Clique na imagem abaixo e veja a cartilha.

Cartilha

Romar Beling/enviado especial
romar@editoragazeta.com.br
Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *