Por Dentro da Safra: estamos em plena entressafra do tabaco

Por: Giovane Luiz Weber, produtor de tabaco

Olá, pessoal. Tudo bem? Aqui em nossa propriedade nos encontramos agora em plena entressafra da cultura do tabaco. E não é que finalizamos a temporada 2018/19 em pleno dia de São João? Ontem foi comercializado o restante de nossa produção junto à empresa. O pessoal talvez ache que assim diminuiu o serviço para o produtor. Bem pelo contrário. Agora é hora de arrumar o galpão, deixar tudo em ordem já pensando na próxima safra, que vem por aí. Na semana passada, como inclusive mencionamos na coluna, passamos o dessecante na aveia. Como se pode ver na foto abaixo, com o calor desses últimos dias, e que continua persistindo, bem fora de época, bastou uma semana só e a aveia já está seca. Estivesse fazendo frio e não teria dado tão certo, tão rápido. A aveia logo vai começar a se deitar, a acamar sobre o camalhão, como a gente diz, e assim vai proteger o solo de chuva forte ou sol intenso.

Então chega o dia da carneação
Além dos preparativos para a próxima safra de tabaco, muitas outras tarefas e ocupações esperam pela gente na propriedade. Logo adiante temos ainda uma lavoura de milho para colher. E em breve chegará o dia de plantar o tabaco. Mas o frio que está previsto para essa semana, ao que tudo indica a partir de hoje, fez com que a gente programasse para carnear um dos porcos que vínhamos engordando. Costumamos terminar a safra, aprontando o fumo seco armazenado no galpão, e aí, num dia mais frio, a gente carneia.

Vai ter linguiça, morcela, torresmo…
O porco que vamos carnear na propriedade é criado a milho, a quirera de milho, a mandioca, a pasto verde, a leite, o que proporciona uma carne bem diferenciada da de suíno de granja. Na semana que vem vamos mostrar aqui na coluna um pouquinho do que a gente faz com a carne de porco. Ela vai nos render linguiça, morcela, torresmo, banha, carne, para nos sustentar durante os próximos meses. Além disso, é um alimento saudável, porque é porco criado em casa, e assim sabemos o que vamos comer.

Na pequena propriedade se tem de tudo
Além do tabaco, a pequena propriedade produz muito do que uma família consome. O porco vai fornecer muitas coisas para nós, que serão consumidas nos próximos meses. E ainda tem galinhas e bois, que também carneamos na propriedade. Essa é a vida que ainda se pode levar no meio rural. Um abraço e boa semana para todos.

Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *