Pesquisadores de tabaco se reúnem em Santa Cruz

Santa Cruz do Sul/RS – Depois de receber o board do Centro de Cooperação para Estudos Científicos em Tabaco (Coresta), em fevereiro, e a Conferência do Controle da Infestação em maio, o Brasil agora se prepara o Agro-Phyto, que acontece entre 22 a 26 de outubro, na Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc). Considerada a capital mundial do tabaco por reunir o maior complexo de beneficiamento de tabaco do mundo, Santa Cruz do Sul foi novamente eleita para sediar o encontro dos grupos de trabalho. Esta será a terceira vez que o Agro-Phyto se reúne no Brasil. Eventos anteriores foram realizados em 1987, em Porto Alegre, e em 2005, em Santa Cruz do Sul.

O Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (Sinditabaco) será o anfitrião em 2017 e lançou recentemente o site www.corestabrazil.com para promover o evento e operacionalizar as inscrições. De acordo com o presidente do sindicato, Iro Schünke, receber essa gama de profissionais em Santa Cruz do Sul para mais uma edição do Coresta Agro-Phyto é motivo de grande orgulho e satisfação para o Sinditabaco e suas empresas associadas. “A última edição realizada em nossa cidade, em 2005, foi marcada pelo número recorde de participantes, procedentes de 30 países, demonstrando a importância que o Brasil representa no cenário internacional do tabaco”, afirma Schünke.

A estimativa é de que o Agro-Phyto deva reunir cerca de 200 especialistas em tabaco procedentes de diversos países de todos os continentes, reunindo técnicos, engenheiros agrônomos, fitopatologistas, geneticistas, pesquisadores, professores universitários e profissionais ligados ao setor. O Coresta, na sua versão francesa, é uma associação sem fins lucrativos, fundada em 1956, cujo propósito é promover a cooperação em pesquisa científica relativa ao tabaco e seus produtos derivados. A principal atividade consiste em produzir e tornar públicos boas práticas, relatórios científicos seguros e métodos analíticos robustos, e ainda estabelecer uma rede de contatos para os cientistas.

Os membros do Coresta são fabricantes, universidades, institutos de pesquisa, fornecedores de componentes ou equipamentos, laboratórios independentes ou do governo e associações. Os associados estão sediados em mais de 40 países e representados em mais de 50 por meio de suas subsidiárias e afiliadas.

Programação
Um coquetel abrirá o evento no dia 22 de outubro, um domingo. As apresentações orais dos trabalhos inscritos acontecem entre os dias 23 e 26. Na manhã do dia 25 haverá também um espaço para as apresentações de trabalhos em formato de posters. Os trabalhos científicos devem abordar experimentos desde a produção de sementes, mudas, fertilização, tratos culturais, cura e armazenamento do tabaco e controle de pragas e doenças até a redução e substituição de agrotóxicos, além da produção sustentável do tabaco. No dia 25 haverá uma tarde de campo, com visitação a três propriedades rurais.

Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *