OPINIÃO: palavra do presidente do SindiTabaco, Iro Schünke

Santa Cruz do Sul/RS – Se 2017 foi de celebração dos 70 anos do SindiTabaco, 2018 está repleto de outros marcos importantes. O Brasil completa 25 anos como líder de exportações de tabaco, resultado de um trabalho realizado diariamente por mais de 150 mil pequenos produtores rurais. Como parte dessa conquista temos ainda os 100 anos do Sistema Integrado de Produção de Tabaco, que há um século serve de garantia a milhares de famílias produtoras no meio rural e tem sido a principal base do crescimento e pujança deste importante segmento do agronegócio brasileiro.

O esforço para garantir a contínua prosperidade do produtor e o sucesso de suas safras é uma referência nacional e internacional, que consolida a posição do Brasil como uma das maiores potências mundiais quando o assunto é tabaco. Por sua relevância no cenário internacional e pioneirismo em seus métodos, estamos atentos também aos desdobramentos da 8ª Conferência das Partes, em Genebra, no começo de outubro.

E se o nosso compromisso é trabalhar hoje para assegurar o amanhã, vale sempre lembrar o terceiro ano do Instituto Crescer Legal, uma iniciativa do SindiTabaco que, para nossa satisfação, já capacitou 84 jovens rurais desde 2016. Ao chegarmos ao ano de 2018, vemos todas estas datas marcantes e é impossível não lembrar das conquistas que nos trouxeram até aqui. Com base neste passado, olhamos para o futuro sabendo que temos potencial para ir muito mais além. Vamos?

Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *