NEGOCIAÇÃO EM SANTA CATARINA TERMINA SEM ACORDO

São José/SC – Terminou sem acordo entre produtores e indústrias a primeira rodada de negociação do preço do tabaco da safra 2015/16 realizada em Santa Catarina. As reuniões ocorreram ontem e hoje na sede da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Santa Catarina (Fetaesc), em São José. Uma nova sequência de tratativas deve ser agendada para os próximos dias, segundo informação da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra).

No fim da tarde a Comissão de Representação dos Produtores soltou uma breve nota: “Esperamos que as indústrias revejam suas posições e nos procurem para que possamos garantir a sustentabilidade da cadeia produtiva do tabaco.” Nas reuniões com dirigentes da Philip Morris, JTI e Souza Cruz, os representantes dos produtores pediram 17,7% de reajuste na tabela de preços para a safra que começa a ser comercializada na virada do ano.

A representação dos fumicultores é formada por líderes das federações da Agricultura (Farsul, Faesc e Faep) e dos Trabalhadores Rurais (Fetag, Fetaesc e Fetaep) dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, além da Associação dos Fumicultores do Brasil.

Assessoria de Comunicação da Afubra
Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *