Jovens rurais de Vale do Sol vislumbram oportunidade

Vale do Sol/RS – A quarta turma do Programa de Aprendizagem Profissional Rural do Instituto Crescer Legal será apresentada à comunidade nesta sexta-feira, dia 28 de outubro, em Vale do Sol (RS). A data marcará a vida de 20 jovens aprendizes rurais que iniciaram as atividades do curso “Empreendedorismo em Agricultura Polivalente – Gestão Rural” no dia 12 de setembro.

O evento, promovido pelo Instituto em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e a 6ª Coordenadoria Regional de Educação (6ª CRE), começa às 14 horas, no Centro Comunitário São José. Foram convidadas autoridades locais, associados e parceiros do Instituto, familiares dos jovens aprendizes e imprensa. Na ocasião também serão apresentadas as instalações e equipe de educadores do curso.

O curso terá duração de 11 meses, com quatro horas diárias de segunda a sexta-feira, totalizando 920 horas. O grande diferencial é que os adolescentes do Programa de Aprendizagem Profissional Rural possuem contratos como jovens aprendizes e são remunerados para participar das atividades do curso. A contratação dos jovens se dá por meio das cotas das empresas associadas ao Instituto.

Apesar de terem vínculo com empresas, toda a carga horária é cumprida na instituição de aprendizagem, no contraturno escolar (tarde). A proposta da formação está voltada para o desenvolvimento de um empreendedor em agricultura polivalente, que planeja e administra unidade de produção.

Segundo Schünke, a escassez de escolas rurais é um grande problema no campo e, junto com as drogas e ociosidade, acabam contribuindo para uma postura cultural de valorização do trabalho e incentivando crianças e adolescentes a atividades inapropriadas para sua idade. “Precisamos de políticas públicas para fortalecer as escolas no meio rural, buscando alternativas para os jovens de até 18 anos. Assim como o problema, a solução é complexa, mas possível”, afirma Iro Schünke, presidente do SindiTabaco e também do Instituto Crescer Legal.

SAIBA MAIS – A primeira grande ação do Instituto Crescer Legal, o Programa de Aprendizagem Profissional Rural, está sendo implantado em cinco municípios gaúchos: Candelária, Santa Cruz do Sul, Vale do Sol, Venâncio Aires e Vera Cruz. Quatro turmas já estão em andamento, com 80 jovens aprendizes envolvidos, que recebem salário proporcional a 20 horas semanais, além de certificação e demais direitos de acordo com a Lei de Aprendizagem (Lei 10.097/2000 e Dec. 5598/2005). O público-alvo para o projeto-piloto é de adolescentes de 15 a 17 anos, cursando o Ensino Regular e oriundos de famílias de pequenos produtores rurais, em especial produtores de tabaco.

Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *