Iniciativas se complementam para um campo mais limpo

Santa Cruz do Sul/RS – Nesse sábado, 18 de agosto, o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV) celebrou 10 anos do lançamento do Dia Nacional do Campo Limpo, data que reconhece a importância e a necessidade de ações de destinação final de embalagens vazias de agrotóxicos.

Antes mesmo da legislação que obriga a devolução das embalagens de agrotóxicos tríplice lavadas, o Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco) já desenvolvia um programa itinerante pioneiro no Sul do Brasil. Prestes a comemorar 18 anos em outubro, o Programa de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos já retirou do campo quase 15 milhões de embalagens. O material recolhido segue da casa do produtor de tabaco para centrais de recebimento e triagem credenciadas pelo inpEV.

Até o dia 26 de setembro, produtores de tabaco de 54 municípios da região central do Rio Grande do Sul poderão realizar o descarte das embalagens tríplice lavadas de forma prática e segura. A coleta itinerante segue na sequência para a região Serra do Estado gaúcho, beneficiando produtores de 67 cidades entre 1º de outubro e 23 de janeiro de 2019.

Conheça a programação completa

Roteiro Região Centro RS

Roteiro Região Serra RS

SOBRE O PROGRAMA

  • Criado no ano 2000, o programa antecedeu a legislação de 2002 que determina a devolução das embalagens às suas respectivas origens;
  • Atualmente, o programa percorre cerca de 2,6 mil pontos da zona rural, em oito regiões do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. No Paraná, iniciativas semelhantes realizadas pelas centrais locais são apoiadas pelas empresas associadas ao SindiTabaco;
  • A coleta itinerante beneficia um universo de 120 mil produtores de tabaco gaúchos e catarinenses que, com comodidade e segurança, podem realizar a devolução dos recipientes tríplice lavados em pontos próximos de suas propriedades;
  • O programa itinerante já retirou quase 15 milhões de embalagens do campo em seus 17 anos de atuação, destinando-as para centrais de recebimento e triagem credenciadas pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV);
  • Quem adere ao programa e entrega as embalagens tríplices lavadas, ganha recibos – fundamentais para apresentação aos órgãos de fiscalização ambiental.
Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *