GRANIZO JÁ ATINGIU 3.500 PRODUTORES DE TABACO NO SUL DO BRASIL

Santa Cruz do Sul/RS – Levantamento da gerência técnica da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra) que será divulgado neste sábado dá conta que chega a 3.500 o número de produtores atingidos por queda de granizo na atual safra. O prazo para inscrição das lavouras no sistema de mutualidade termina no fim de outubro. Até o momento já são 90 mil inscrições.

O total de notificações atendidas pela Afubra é maior que o registrado em igual período de 2014. No ano passado foram 2.787 registros até o início de outubro, o que confirma o impacto do fenômeno El Niño também no setor do tabaco. Em 2013 também foram menos casos (2.735 até a virada de setembro para outubro).

De acordo com o gerente técnico da Afubra, Iraldo Backes, as notificações de queda de granizo nas lavouras do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná se intensificaram a partir de 14 de setembro. A região mais atingida foi a dos Vales, no RS. Nos municípios de Rio Pardo (localidade de João Rodrigues) e Vera Cruz (Linha Dona Josefa), alguns produtores perderam mais de dez folhas de pés que estavam com o desenvolvimento praticamente completo.

Backes acrescenta que no Paraná também houve queda de granizo, mas os prejuízos foram menores. “A maioria dos atingidos estava com o fumo menos desenvolvido, o que é normal nessa época. O transplante é mais tarde.” O especialista alerta que o mês de novembro é historicamente o mais crítico, quando o granizo pode causar mais transtornos nas plantações de tabaco do Sul do Brasil.

Granizadas como a registrada em Paraíso do Sul (RS) ocorreram mais na segunda quinzena de setembro

Granizadas como a registrada em Paraíso do Sul (RS) ocorreram mais na segunda quinzena do mês de setembro (foto: Produtores de Fumo/Facebook)

Igor Müller
igor@editoragazeta.com.br
Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *