Governo apresenta propostas sobre a restrição ao tabaco para a COP-8

Brasília/DF – Entidades a favor e contra a produção de tabaco estarão nesta quinta-feira, 23, em Brasília para a reunião aberta na qual será definida como será a participação do Brasil na 8ª Conferência das Partes (COP-8), que ocorre em outubro, na Suíça. O encontro, promovido pela Comissão Nacional para Implementação da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (Conicq), é preparatório à conferência e deverá apresentar as propostas brasileiras que farão parte da discussão mundial sobre o tema.

De acordo com o presidente da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Tabaco, Romeu Schneider, a tendência é que a comissão antecipe qual será a tônica da nova Conferência das Partes. “Até o momento não temos ideia do que será discutido. Só sabemos que após a COP-8 haverá uma reunião para discutir o combate ao contrabando de cigarros ao redor do mundo”, diz.

Schneider conta que 40 países já ratificaram um acordo para o controle do comércio ilegal e que as primeiras ações deverão ser planificadas por estas nações ainda em outubro. O presidente da Câmara Setorial participa da reunião hoje, com a intenção de utilizar o espaço na tribuna para apresentar dados da cadeia produtiva do tabaco no Brasil.

Quem também confirmou presença na reunião aberta é a Associação dos Municípios Produtores de Tabaco (Amprotabaco). O tesoureiro da entidade, prefeito de Venâncio Aires Giovane Wickert (PSB) e o consultor executivo da associação, Dalvi de Freitas Soares, levarão ao encontro os números dos municípios e a representatividade da produção nessas economias. “Esta é a primeira vez que a Amprotabaco tem uma relação institucional com os organismos internacionais que participam da Conferência das Partes, que foi criada quando a entidade ainda não existia”, salienta o prefeito. A entidade também quer aproveitar os dez minutos que serão dados para participação para apresentar os números da produção de tabaco no Sul do Brasil.

O Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (Sinditabaco) e a Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra) também participam da reunião aberta. Ela ocorre das 14 horas às 18 horas, no campus da Universidade de Brasília (UNB), com organização da Conicq, que é vinculada ao Instituto Nacional do Câncer José de Alencar Gomes da Silva (Inca).

Saiba mais

De 1º a 6 de outubro ocorre a 8a edição da Conferência das Partes (COP-8), que será realizada em Genebra, na Suíça. Este encontro realizado a cada dois anos direciona as ações que os países que ratificam a convenção precisam adotar para a restrição da produção e consumo do tabaco no mundo.

Dentre as pautas que são esperadas para o encontro deste ano está a discussão sobre os cigarros eletrônicos e os produtos de tabaco aquecido e o combate ao contrabando de cigarros. Para este tema haverá ainda um encontro à parte, no qual o Brasil também está credenciado a participar.

Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *