Fumageiras começam a paralisar as atividades em Santa Cruz

A Universal Leaf Tabacos confirmou que a partir desta terça-feira, 29, irá suspender, temporariamente, todas as linhas de produção, nas unidades de Santa Cruz, Santa Catarina e Paraná. Em Santa Cruz, apenas a equipe de campo seguirá trabalhando normalmente.

Conforme a assessoria de comunicação da companhia, faltam insumos para garantir a alimentação dos empregados e o óleo diesel, utilizado para o transporte de funcionários. A empresa dispensará os empregados ao término do expediente nesta segunda-feira, 28, às 17h18, mas deixa todos de sobreaviso. Tão logo a situação comece a ser normalizada, todos serão convocados novamente.

Souza Cruz

A Souza Cruz informou através da assessoria de comunicação que a empresa terá de interromper a operação na usina em Santa Cruz do Sul a partir desta terça-feira em função da falta de insumos, caso o cenário da manifestação persista nas próximas horas.

Os prejuízos desta crise são incalculáveis e atingem em cheio o Estado do Rio Grande do Sul, a vida dos produtores rurais e a imagem do Brasil, segundo maior produtor de tabaco do mundo e maior exportador, posição conquistada com trabalho e dedicação ao longo de muitos anos”, comunicou a empresa.

ATC

Segundo o setor de Recursos Humanos da ATC, até a próxima quarta-feira, 30, a empresa tem condições de manter a normalidade nas linhas de produção na unidade de Santa Cruz do Sul. A maior dificuldade está sendo o transporte de trabalhadores. Caso o abastecimento de combustíveis comece a ser normalizado, os 230 funcionários da ATC seguirão trabalhando.

PMB

A Philip Morris Brasil ainda mantém em estoque os suprimentos que garantem a produção de cigarros para esta semana. A empresa avalia, porém, se contará com o combustível necessário para o funcionamento de algumas máquinas, caso a paralisação dos caminhoneiros persista por muito mais tempo.

Outro ponto de atenção está relacionado ao deslocamento dos funcionários da unidade, que pode ficar comprometido caso não haja combustível para abastecimento dos veículos. A distribuição do produto em várias partes do País foi parcialmente prejudicada devido aos bloqueios. Somada a esse fato, a falta de combustível pode fazer com que alguns Centros de Distribuição e pontos de venda fiquem sem cigarros nesta semana.

JTI

A JTI informou na tarde desta segunda-feira, 28, aos 80 colaboradores da fábrica de cigarros, que o experiente será paralisado a partir desta terça-feira, 29, às 13 horas. Conforme a nota enviada à imprensa, “a decisão foi tomada depois de o comitê de crise da multinacional japonesa avaliar os impactos da greve como prejudiciais à normalidade da operação e, principalmente, à segurança dos colaboradores.”

O trabalho da processadora ainda é avaliado. De acordo com a empresa, os insumos e combustíveis atendem à demanda da fumageira por enquanto. A JTI ainda orienta aos funcionários que não têm mais combustível para ir à empresa que usem o transporte fretado sem qualquer custo adicional.

Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *