Força Feminina no Campo valoriza as mulheres rurais

Texto: Michelle Treichel (michelle@editoragazeta.com.br)

Rio Pardo/RS – A Japan Tobacco International (JTI) deu início ontem à terceira edição do Programa Força Feminina no Campo. A programação reuniu mulheres de diversas regiões do Rio Grande do Sul no Parque da Expoagro Afubra, na localidade de Rincão Del Rey, em Rio Pardo. De acordo com o diretor de Assuntos Corporativos e Comunicação da JTI, Flavio Goulart, a proposta é debater os desafios e compreender a liderança das mulheres na agricultura familiar, em especial na cultura do tabaco.

“Nosso objetivo é oferecer um espaço de escuta e debate sobre desafios, oportunidades, opiniões e vivências, tratando e valorizando a importância do papel que desempenham na agricultura e no núcleo familiar. Além disso, queremos compartilhar informações para elas melhorarem o resultado de suas lavouras”, destaca. Um dos pontos altos do dia foi o debate Desafios da Liderança Feminina no Campo, durante a tarde, onde as convidadas compartilharam suas experiências sobre a temática.

Aos 45 anos, a produtora rural Lia Márcia Bernardi está ao lado do marido Juarez e dos filhos Juliano e Jéferson na condução dos negócios da propriedade, em Morro da Lentilha, no interior de Arroio do Tigre. Além de tabaco, produzem milho, soja, feijão e apostam em atividades de subsistência. “Felizmente a mulher do campo está cada vez mais ocupando seu espaço e hoje toma decisões em conjunto com a família”, destaca a agricultora, que participou do evento pela primeira vez.

Moradoras do interior de Candelária, Taís Morgana Quoos e sua mãe Joelma Quoss também aproveitaram o dia especialmente preparado para elas pela JTI. Com apenas 21 anos, a jovem conta que trabalha de igual para igual com o esposo Luís Heleno Speth na propriedade do casal, em Picada Karnopp. “Conduzimos os negócios juntos e assim pretendemos alicerçar nossas vidas, para ir em frente e prosperar”, destaca. As próximas edições do Força Feminina em Campo acontecerão em outubro.

Outros eventos
A terceira edição do Programa Força Feminina no Campo prevê três encontros no Sul do Pais até o próximo mês, que devem mobilizar aproximadamente 850 mulheres. O primeiro encontro foi realizado ontem, no Parque da Expoagro, em Rio Pardo. Em outubro, estão previstas atividades em Itaiópolis, em Santa Catarina, no dia 15; e em Irati, no Paraná, no dia 23. Para a orientadora agrícola da JTI, Marla Amelini, o programa faz a diferença para a autoestima das mulheres rurais. “Neste evento propiciamos um momento para elas enxergarem sua importância no campo e para se sentirem amparadas e valorizadas”, reforça.

Joelma e a filha Taís Quoos: trabalhar juntos para crescer juntos

Lia: mulher está ocupando seu espaço

Gestoras de negócios

O vice-presidente de Leaf Supply da JTI, Paulo Saath, ressaltou ontem que muito mais do agricultoras, a empresa recebe durante as edições do programa parceiras de negócios. “São gestoras de propriedades que têm um papel fundamental na nossa cadeia de produção do tabaco e também na produção de alimentos no Brasil”, disse. O dirigente ainda lembrou que recente pesquisa aponta que, em 2006, a participação ativa da mulher na tomada de decisão no agronegócio era de 12%. Em 2017, esse índice chegou a 31%. “Lógico que isso ainda não está bom, por isso apostamos nesse tipo de evento, para aumentar consciência e empoderamento.”

Para o gerente de assuntos corporativos e vice-presidente da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), Marco Antonio Dornelles, o papel feminino tem cada vez mais relevância no dia a dia das propriedades. “Observamos que as tomadas de decisões têm sido definidas em conjunto com as mulheres”, ressaltou Dornelles, que também é coordenador geral da Expoagro Afubra. Segundo o engenheiro agrônomo, a mobilização da família produtora rural em toda sua essência contribui para o sucesso do tabaco brasileiro nas exportações e também na produção de alimentos provenientes da agricultura de base familiar.

Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *