Expoagro Afubra 2018: uma feira para ficar na história

Rio Pardo/RS – O balanço da 18ª Expoagro Afubra não deixa dúvidas sobre a grandiosidade da feira: nada menos do que a maior já realizada no parque de exposições em Rincão Del Rey, no município de Rio Pardo. Foram 60,8 milhões em negócios, superando com grande margem os números do ano passado, quando os expositores movimentaram R$ 53,8 milhões. O saldo de visitantes também surpreende, em especial porque a feira começou com chuva na última terça-feira. Ao total, 98 mil pessoas circularam pela área demonstrativa durante os três dias da programação. Em 2017, o público divulgado pela exposição foi de 92 mil pessoas.

No pavilhão da agroindústria familiar, satisfação absoluta. Os 155 expositores venderam R$ 634.355,00 em mercadorias – índice que é 5% maior do que o registrado na edição do ano passado, quando os produtores contabilizaram R$ 603 mil. Conforme o assessor de Agroindústrias da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag/RS), Jocimar Rabaioli, a contabilidade comprova, sobretudo, a qualidade dos produtos comercializados pelos empreendedores da agricultura familiar, provenientes de 90 municípios do Rio Grande do Sul. Entre os itens mais procurados pelos clientes, estão embutidos, queijos e sucos.

Os resultados alcançados pelo evento são comemorados pela organização, que já no primeiro dia projetava o sucesso desta edição, mesmo com instabilidade climática registrada nas primeiras horas. Conforme o  engenheiro agrônomo Marco Antonio Dornelles, coordenador geral da feira, a grande marca da Expoagro Afubra é justamente mobilizar os agricultores para que tenham acesso a todas as informações disponibilizadas pelos expositores e nos eventos técnicos. O dirigente destaca também que a exposição nunca para e que a organização já pensa em 2019, sempre contemplando as necessidades dos homens do campo.

O presidente da Afubra, Benício Albano Werner, igualmente comemora o saldo da 18ª edição da mostra, em especial do público recorde registrado no segundo dia da programação. “Eu, particularmente, nunca vi tanta gente na feira como nessa quarta. Estive bastante fora da casa da administração e pude constatar isso de perto”, argumenta. Werner ainda celebra o sucesso dos negócios e reforça que os resultados continuam se somando ao longo de todo ano, com as pós-vendas realizadas a partir do contato das empresas com os produtores rurais. “Durante a feira os expositores detalham seus produtos e prospectam clientes”, reforça.

O que pensam os expositores

Na área de 30 hectares do parque de exposições da Expoagro Afubra, mais de 400 expositores demonstraram suas novidades e tecnologias em produtos e serviços para os visitantes. Ao final de mais uma edição, após três dias de negócios, o sentimento geral é de satisfação com os resultados da maior feira do Brasil voltada à agricultura familiar, seja em vendas ou em prospecção de futuros clientes. A Nortox é uma das parceiras da mostra desde a primeira edição, há 18 anos. Com o estande em um ponto já tradicional, em frente ao pórtico da entrada, a empresa demonstra seu portfólio de defensivos agrícolas, nutrição vegetal e sementes.

Conforme o representante técnico de vendas, Franklin Backes, a marca não realiza vendas durante a mostra, mas aposta na divulgação de produtos e no contato com os produtores rurais. “Aproveitamos para conversar com os agricultores e tirar suas dúvidas”, conta. Com um time de seis técnicos, este ano receberam os clientes em uma estrutura de 600 metros quadrados, com lavouras demonstrativas que começaram a ser preparadas em setembro do ano passado. “Hoje a Expoagro é nosso principal ponto de referência para divulgação no Rio Grande do Sul. A cada edição a feira está melhor e o público vem com mais propósito e interessado.”

No setor de máquinas e implementos agrícolas, a New Holland também aposta na força da exposição desde o ano 2000. Na 18ª edição do evento, a marca levou para o parque maquinário identificado com o perfil de clientes de quatro concessionárias: Líder Tratores, Fortral, Tratowel e Supertratores. “Nosso objetivo é que os agricultores tenham um atendimento personalizado”, argumenta o especialista em marketing Rafael Stein. Mais de 20 pessoas trabalharam no estande esta semana. “Realizamos vendas, mas em especial fizemos prospecções, tendo em vista que o mercado promete estar mais aquecido no segundo semestre.”

No pavilhão das agroindústrias, o empreendedor Beno Ritter, de 71 anos, não escondia seu contentamento já nas primeiras horas de ontem. Das 40 caixas de produtos da Martinho Alimentos que separou para a mostra,  restava apenas o que estava exposto na bancada. “Faço feiras há oito anos e nunca vendi tanto. Foram mais de 400 rapaduras, além de muito amendoim e de dez tipos de biscoito”, conta. Pela terceira vez na Expoagro, o produtor do município de São Martinho calcula que tenha movimentado mais de R$ 7 mil. A empresa familiar, que começou pequena, hoje conta com 20 funcionários e entrega mercadorias em todo o Sul do Brasil.

Mais tecnologia para a lavoura

Já no segundo dia da 18ª Expoagro Afubra a movimentação de público dava indícios de que seria mais uma edição de sucesso. Com a maioria dos visitantes proveniente da agricultura familiar, os estandes com novidades tecnológicas para o campo estiveram movimentados durante toda a feira. Muitos produtores vieram de longe em busca de inovações, como o fumicultor Olávio Baidek, seu filho Arnaldo Saleski Baidek e seu irmão Elio Baidek, de Sertão Santana, no Sul do Estado. Nessa quinta-feria, aproveitaram a caravana do município para visitar a exposição mais uma vez e se atualizar especialmente sobre o mercado de tabaco e milho.

Produtor de tabaco, feijão, soja e milho na localidade de Taquaral, em Arroio do Tigre, Olair Vanderei Jahn acordou cedo ontem para embarcar da excursão do sindicato. Todos os anos, durante a Expoagro, ele deixa as atividades agrícolas de lado por um dia para buscar conhecimento e explorar as inovações que podem ser aplicadas em sua propriedade de 35 hectares, que mantém ao lado da esposa Valíria e do filho John Carlos. “É importante acompanhar as tecnologias que surgem para facilitar a vida na agricultura”, comenta. Esta semana a família concluiu a ceifa da soja e já planeja começar a colheita do milho na metade de abril.

Gazeta na feira

Os veículos da Gazeta Grupo de Comunicações garantiram a cobertura jornalística da 18ª Expoagro Afubra para as mídias impressa, online e radiofônica. Durante os três dias da programação, repórteres e fotógrafos registraram os principais acontecimentos da feira. Além disso, mais uma vez a empresa manteve um estande institucional para propagação de clientes e divulgação de seus produtos, como as edições atualizadas do Jornal Gazeta do Sul e os produtos da Editora Gazeta, incluindo o Jornal da Emater e os Anuários Brasileiros do Agronegócios.

Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *