EXPEDIÇÃO: Na reta final da safra, boa expectativa

Daniel e Antônio esperam compensar perdas do ciclo passado

Daniel e Antônio esperam compensar perdas do ciclo passado

Arroio do Tigre – Quando chegamos, no fim da tarde de sexta-feira, à propriedade administrada por Daniel dos Santos, de 20 anos, e pelo pai, Antônio, em Linha Cereja, no interior de Arroio do Tigre (RS), encontramos os dois preparando tacos de fumo virgínia para a próxima estufada. Estavam em um galpão onde também havia fumo burley secando. É a safra chegando à sua reta final: a colheita termina essa semana e a comercialização deve ter início no começo de abril.

Ao todo, a família, que se dedica à fumicultura há 16 anos, plantou 120 mil pés, sendo 92 mil de virgínia e 27 mil de burley. A área plantada chega a oito hectares. A expectativa, segundo nos contou Daniel, é compensar os maus resultados da safra passada, quando o excesso de chuva e algumas tempestades de granizo levaram a uma perda de nada menos que 40% da produção.

Conforme Daniel, esse ano, com o clima mais estável, a qualidade do produto está satisfatória. Ele calcula que a produção chegará a 18 toneladas. Trata-se da única fonte de renda da família. “Não temos muita terra, então o que vale a pena plantar, que dá dinheiro mesmo, é o fumo”, disse.

Caminhos-do-Tabaco_barra-materias

Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *