CÂMARA SETORIAL TEM REUNIÃO EM BRASÍLIA

Santa Cruz do Sul/RS – A Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Tabaco realiza nesta terça-feira (dia 21) sua 47ª reunião ordinária, em Brasília. Na pauta, assuntos sobre a Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco e o mercado ilegal de cigarros, além de outros temas prioritários, como as questões da Lei da Biodiversidade, a agenda estratégica da Câmara Setorial, encaminhamento de um documento para a ministra Kátia Abreu sobre a reunião dos setores agrícolas exportadores, para a qual o setor tabaco não foi convidado, além do registro do documento encaminhado à ministra, indicando, como sugestão, as entidades que devem participar da discussão dos artigos 17 e 18 da Convenção-Quadro junto à Conicq.

A Câmara Setorial foi criada em dezembro de 2003 em encontro realizado na Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) com a participação de ministros e secretários, além do então governador Germano Rigotto. Na ocasião, o então presidente da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), Hainsi Gralow, foi nomeado presidente da Câmara Setorial pelo então ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues. Em abril de 2006, após o falecimento de Gralow, Romeu Schneider, secretário da Afubra, assumiu a presidência da câmara.

Segundo ele, durante a reunião desta terça-feira serão discutidas questões como a dificuldade de mercado, tanto do produto in natura como na comercialização de cigarros. “A preocupação maior é o mercado ilegal, que hoje é o produto mais contrabandeado do País. De todo o contrabando que acontece no Brasil, 67% é de cigarro. Isto representa um prejuízo superior a R$ 6 bilhões para o País. Apenas em impostos o governo deixa de arrecadar R$ 4,5 bilhões”, enfatiza Schneider. Segundo ele, o que estimula o mercado ilegal é a exagerada tributação sobre os cigarros, o que eleva o preço final do produto.

Ainda no encontro desta terça-feira haverá a eleição dos novos presidente e consultor da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Tabaco. Conforme Romeu Schneider, todos os membros estão aptos a serem eleitos para dirigir os trabalhos do grupo pelos próximos quatro anos.

Assessoria de Imprensa da Afubra
Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *