Brasil exporta mais de US$ 2 bilhões em tabaco no último ano

Santa Cruz do Sul/RS – Seguindo a tendência apontada pela PriceWaterhouseCoopers, o setor de tabaco apresentou leve queda nos embarques em comparação ao ano anterior. Ainda assim, o produto representou 1,15% do total das exportações brasileiras, que em 2016 alcançaram US$ 185,235 bilhões. No caso do tabaco, em todo o Brasil foram 483 mil toneladas e US$ 2,12 bilhões exportados. Os resultados mantêm o País como o maior exportador mundial de tabaco desde 1993.

Mas é na Região Sul que se concentra mais de 99% destes embarques. Em comparação com 2015, a Região Sul exportou -2,78% em dólares e -6,45% em volume, com um acumulado no ano de US$ 2,09 bilhões e 481 mil toneladas. Segundo o presidente do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco), Iro Schünke, o resultado era esperado. “O montante embarcado está dentro do previsto pela PWC, que apontou tendência de queda de -6% a -10% em 2016, tanto em dólares quanto em volume”, avalia.

De acordo com o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), a queda nas exportações de tabaco foi menor se comparada a de outros produtos como milho em grão (-26,3%), café em grão (-13,2%), farelo de soja (-11,1%), soja em grão (-8,2%) e carne bovina (-7,2%).

A União Europeia continua sendo o principal mercado importador, responsável por 41% do volume embarcado em 2016, seguida pelo Extremo Oriente (28%), América do Norte (12%), Leste Europeu (7%), e África/Oriente Médio e América Latina (ambos com 6%). Já entre os principais países importadores, Bélgica, China e Estados Unidos lideram o ranking, com incremento de 15%, 6% e 10%, respectivamente, no montante embarcado. Ao todo, 90 países compraram o produto brasileiro no último ano.

O Rio Grande do Sul confirmou sua posição como o maior produtor e exportador de tabaco do Brasil. Em 2016 foram 383 mil toneladas embarcadas, gerando divisas de US$ 1,65 bilhão. No Estado gaúcho, o tabaco representou 10% do total das exportações do ano, sendo o 2º produto mais exportado, atrás somente da soja. Em Santa Catarina, o produto representou 5,7% dos embarques, sendo o 4º da pauta comercial. Considerando toda a Região Sul, o tabaco foi responsável por 5,3% de todos os embarques realizados.

Screen Shot 2017-01-19 at 09.07.15 Screen Shot 2017-01-19 at 09.07.45

Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *