AS PRIORIDADES DA NOVA GESTÃO DO SINDITABACO

Santa Cruz do Sul/RS – Cerca de 150 pessoas acompanharam na última sexta-feira a posse da nova diretoria do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco), realizada no Restaurante Águas Claras Higienópolis, em Santa Cruz do Sul. Iro Schünke, reeleito para o quarto mandato consecutivo, elencou as prioridades para o novo mandato que inicia no dia 1º de novembro de 2015 e vai até 31 de outubro de 2018.

Representante da entidade desde 2006, mas ativo no setor de tabaco há 40 anos, Schünke afirma que um dos grandes avanços está voltado à sustentabilidade da cadeia produtiva. “Tive a oportunidade de plantar a semente de diversos dos frutos que estamos colhendo agora, especialmente em temas relacionados à produção sustentável. Temos progredido muito nos últimos anos e vamos continuar trabalhando na evolução destes temas”, avalia.

Segundo o executivo, o SindiTabaco sempre foi se adequando ao momento, ajustando seu foco conforme a necessidade. “Com o advento da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco e a ratificação pelo Brasil, percebemos que seria necessário trabalhar com mais intensidade na comunicação de nossas ações, com o objetivo de demonstrar o pioneirismo do setor e a relevância social e econômica para milhares de municípios”, relembra ao citar que a comunicação e o acompanhamento dos assuntos regulatórios também estão entre os focos da entidade, além de questões inerentes à qualidade e à fitossanidade do produto.

“Temos tido há vários anos um objetivo muito claro: defender a cadeia produtiva do tabaco, geradora de milhares de empregos nas indústrias e no campo, além de ser importante fonte de receita para municípios e de divisas para os estados. Vamos seguir buscando um ponto de convergência ou de equilíbrio entre as questões relacionadas à saúde e a importância social e econômica que o tabaco representa para defender os interesses comuns de nossas empresas associadas”, frisou o presidente.

Iro Schünke acrescentou que “estaremos preparados e sempre alertas para as próximas demandas que deverão continuar surgindo nesses próximos três anos. Encerramos 2015 conscientes de que foi um ano difícil no cenário político e econômico do País, mas acreditando que o setor continuará avançando, mantendo o Brasil como o maior exportador de tabaco em folha do mundo e o segundo maior produtor”, afirma Schünke, que continua à frente da entidade nos próximos três anos.

OS AVANÇOS DO SETOR

RESPONSABILIDADE SOCIAL
> Instituto Crescer Legal: as ações de combate ao trabalho de crianças e adolescentes em qualquer etapa da produção de tabaco iniciaram em 1998 e culminaram na fundação do instituto, em 2015.
> Saúde e segurança do produtor: o manuseio correto de agrotóxicos, a utilização do EPI e a colheita segura de tabaco têm sido temas de conscientização junto aos produtores, por meio de seminários e folders.

PRESERVAÇÃO AMBIENTAL
> Redução do uso de agrotóxicos em lavouras de tabaco ficou evidente nos últimos anos.
> Fomento ao reflorestamento e incentivo à preservação das matas nativa colocam o setor entre os que possuem maior índice de cobertura florestal;
> Acordos firmados com o Ibama para combate ao desmatamento, recuperação e preservação do Bioma Mata Atlântica;
> Programa de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos está em seu 15º ano de atividade sendo pioneiro em logística reversa;
> Programa Microbacias: a preservação do solo e da água e as boas práticas agrícolas também são temas tratados pelo SindiTabaco.

OUTRAS AÇÕES
> Diversificação: estímulo ao cultivo de grãos tem sido ainda mais valorizados desde a última gestão;
> PI Tabaco: publicação das Normas Técnicas Específicas em 2014, após um longo trabalho conjunto, vão tornar possível a certificação do produto brasileiro já nas próximas safras.

173

Iro Schünke, ao centro, encabeça a nova diretoria do SindiTabaco (foto: divulgação)

A NOVA DIRETORIA DO SINDITABACO

Presidente: Iro Schünke
Vice-presidente de Secretaria: Norberto Kliemann
Vice-presidente de Finanças: Daniel de Moura Barbosa
Vice-presidente de relações industriais (RH): Valmor Thesing
Vice-presidente de Assuntos Fiscais: Flávio Lucas Goettert
Vice-presidente de Produção e Qualidade de Tabaco: Claudimir Rodrigues
Vice-presidente de Gestão Ambiental e Responsabilidade Social: Felipe Bremm

Suplentes de diretoria: Guido Knies; Marco Antonio Dotto; Roberto Naue; Heitor Celso Kipper; Wilson Klemann; e Eduardo Manoel Jardim Alves

Conselho fiscal: Ingo Arnaldo Fischborn; Lauro Afonso Goerck; Ronaldo Boettcher (suplentes: Vernei Lamartes Oberbeck e Adelir Legramanti)

Delegados representantes: Iro Schünke e Norberto Kliemann (suplentes: Valmor Thesing e Felipe Bremm)

Assessoria de comunicação do SindiTabaco
Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *