Anuário Brasileiro do Tabaco reforça a relevância do setor

Por: Michelle Treichel (michelle@editoragazeta.com.br)

O lançamento do Anuário Brasileiro do Tabaco 2019 reforçou a relevância incontestável da cadeia produtiva do tabaco para a economia brasileira. Em sua 23ª edição, a publicação da Editora Gazeta, unidade da Gazeta Grupo de Comunicações, foi apresentada oficialmente durante reunião-almoço no fim da manhã dessa sexta-feira, no segundo piso do Quiosque da Praça, em Santa Cruz do Sul. Autoridades, lideranças, empresários, especialistas e personalidades públicas e privadas identificadas com o segmento prestigiaram a programação.

O gestor de Conteúdo Multimídia da Gazeta, Romar Beling, recepcionou os convidados e reforçou a importância do Anuário. “São 23 anos ao longo dos quais nossa empresa, através da Editora Gazeta, acompanha a rotina neste setor da economia e, assim, testemunha seus feitos, seus resultados econômicos, seus revolucionários projetos e programas nas áreas social e ambiental, e sua condição de referência para o mundo”, discursou. Durante sua explanação, o jornalista ainda reforçou as transformações vivenciadas pela fumicultura.

“A cada ano, sintonizado com as novas tecnologias e com os modernos recursos de interação da internet e dos negócios, introduz inovações”, destacou. Beling ainda falou sobre as novas gerações de produtores que ingressam na atividade ano após ano. “Há uma evidente renovação no campo. Gente que fez faculdade, que seguiu nos estudos, que se especializou nas mais diversas áreas, simplesmente fez a opção de plantar tabaco. Muitos dos atuais produtores talvez nem eram nascidos quando o primeiro Anuário Brasileiro do tabaco circulou. O ano era 1997.”

Sobre a publicação
O Anuário Brasileiro do Tabaco 2019 tem 132 páginas, com textos em português e inglês. Entre as informações, está a entrevista cedida pelo atual secretário da Agricultura Familiar e Cooperativismo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Bastecimento (Mapa), Fernando Schwanke. “É Fernando quem diz, com todas as palavras, que o setor do tabaco é um modelo e um exemplo para as demais cadeias produtivas do Brasil. É um aval e uma voz ativa que se eleva, a partir da capital federal, para posicionar o tabaco no seu devido lugar de destaque e de referência no País”, comenta o gestor de conteúdo Multimídia da Gazeta, Romar Beling.

Beling reforça que no próximo ano haverá mais uma edição Conferência das Partes da Convenção-Quadro para Controle do Tabaco (COP). “Ao que tudo indica, o posicionamento brasileiro nesta edição será muito mais enfático no sentido de preservar esse importante setor.” Outra seção editorial da publicação é com o presidente do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO), Edson Vismona, que discorre sobre os prejuízos e ameaças do mercado ilegal de cigarros no País. O Anuário ainda apresenta estatísticas atualizadas do tabaco no Brasil e no mundo, além de retratar a realidade produtiva nas propriedades de tabaco brasileiras.

Próximo evento da cadeia produtiva
A Abertura da Colheita do Tabaco no Rio Grande do Sul ocorrerá na manhã do dia 13 de dezembro, na localidade de Linha Paleta, no interior de Arroio do Tigre, na região Centro-Serra. Na propriedade de Jeferson Stertz, de 39 anos, a programação será conduzida pelo governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, com o apoio da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra) e do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (Sinditabaco).

Esta será a terceira edição da iniciativa, sendo a primeira desde que a lei 15.301/2019 foi sancionada pelo governador Eduardo Leite para instituir a realização do evento. A data homenageia o Dia Estadual do Produtor de Tabaco, celebrado no dia 28 de outubro. A solenidade contará com a presença de autoridades, convidados, fumicultores e vizinhos da propriedade. Além do cerimonial, está previsto o ato de abertura da colheita na lavoura de Burley – tipo de tabaco cultivado pela família.

Share

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *